Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Agradecimento - reunião 26 de abril

Notícias 26-04-2021 Lilian Russo

Agradecimento - reunião 26 de abril

Agradecemos a todos que estiveram conosco na reunião de hoje. Nosso agradecimento especial à Dra. Roseli Nomura da CONEP que discorreu sobre o tema: "Carta Circular 13/21 - Evento Adverso" e tirou as dúvidas dos presentes. Agradecemos pelo apoio de sempre do gabinete do Dr. Paulo Frange. Nossa próxima reunião será no dia 31 de maio, ...

Read more

Link para a reunião de hoje

Notícias 26-04-2021 Lilian Russo

Link para a reunião de hoje Data: 26 de abrilHorário: das 10 às 12h Tema: Carta Circular 13/21 - Evento Adverso Contaremos a participação da Dra. Roseli Mieko Yamamoto Nomura – CONEP Local da reunião: on-lineLink: https://invitare1.webex.com/invitare1-pt/onstage/g.php?MTID=e0df1a0c0ab1b597a3642f4b28fb68988Número do even...

Read more

Carta Circular 13/21 - Evento Adverso

Notícias 20-04-2021 Lilian Russo

Carta Circular 13/21 - Evento Adverso

O FOCEP (Fórum Permanente dos Comitês de Ética e Profissionais em Pesquisa) convida os membros relatores e secretários de CEP, pesquisadores, ONGs e demais interessados nos aspectos éticos e técnicos sobre a condução de pesquisa envolvendo seres humanos para participar da próxima reunião. Data: 26 de abril H...

Read more

Robô-guia para cegos é um dos projetos selecionados em edital de pesquisa estratégica sobre Internet

Notícias 19-04-2021 Lilian Russo

Robô-guia para cegos é um dos projetos selecionados em edital de pesquisa estratégica sobre Internet

Uma startup capixaba, a Vixsystem, está desenvolvendo o Lysa – um robô guiado por GPS para locomoção de pessoas com deficiência visual. Já uma empresa de segurança da informação estabelecida em Campinas, a Kryptus, iniciou um projeto em parceria com o Centro Tecnológico da Universidade Federal de San...

Read more

Covid-19: vacinas geram alta de imunidade em idosos, revela pesquisa

Notícias 15-04-2021 Lilian Russo

Covid-19: vacinas geram alta de imunidade em idosos, revela pesquisa

Aplicadas em diferentes países, vacinas contra a covid-19 seguem sendo investigadas por cientistas e apresentando resultados que podem fortalecer as estratégias de combate à pandemia. Um estudo divulgado ontem mostra que as fórmulas da Oxford/AstraZeneca e da Pfizer/BioNTech causam reação imune alta em idosos já após a pri...

Read more

Estudo preliminar do Butantan indica que CoronaVac neutraliza as novas variantes do SARS-CoV-2

Vacina coronavírus 1Um estudo preliminar realizado pelo Instituto Butantan sugere que a vacina CoronaVac pode neutralizar as variantes P.1. e P.2. do SARS-CoV-2. Além do relaxamento das medidas de distanciamento social nas festas de fim de ano e carnaval e o ritmo lento da vacinação, a variante brasileira (P.1.) – potencialmente mais transmissível – tem sido apontada por epidemiologistas como uma das causas da alta recente de casos e mortes por COVID-19.
“A questão das variantes preocupa a todos nós. Precisamos de muita atenção e avaliar se as vacinasproduzem anticorpos contra elas. Já sabíamos que a CoronaVac tinha eficácia comprovada contra as variantes do Reino  

Leia mais ...

Proteína produzida pelo tecido adiposo marrom pode facilitar a perda de peso

captacaoglicosePesquisadores brasileiros e norte-americanos identificaram uma proteína secretada pelo tecido adiposo marrom que é capaz de se comunicar com o fígado e, assim, favorecer a perda de peso, além de melhorar o controle da glicose e dos lipídios em circulação. O achado abre caminho para novos tratamentos contra doenças crônicas ligadas ao metabolismo corporal, como obesidade e diabetes tipo 2.
A pesquisa é parte do pós-doutorado do educador físico Carlos Henrique Grossi Sponton, realizado com apoio da FAPESP na Universidade da Califórnia em São Francisco (Estados Unidos), e representa um marco no conhecimento científico sobre a gordura marrom

Leia mais ...

Estudo pode ajudar a desenvolver biossensores para diagnóstico não invasivo de doenças

biossensoresA eficácia dos biossensores utilizados em exames clínicos depende criticamente da superfície do dispositivo, na qual são imobilizadas as moléculas de biorreconhecimento. Tal superfície pode ser ajustada e às vezes controlada utilizando-se como matriz monocamadas moleculares auto-organizadas. Essas monocamadas são filmes compostos por moléculas orgânicas que se organizam espontaneamente, em condições adequadas, sobre superfícies metálicas por meio de ligações químicas entre o átomo de enxofre e o metal.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS