Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Agradecimento

Notícias 28-11-2022 Lilian Russo

Agradecimento

Agradecemos a todos que estiveram conosco na reunião do Focep. A nossa próxima reunião será no dia 13 de março, com a Abertura da Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica. Um novo ano maravilhoso a cada um!!!

Read more

"Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep"

Notícias 28-11-2022 Lilian Russo

"Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep"

Prontos para o nosso último evento de 2022?Hoje!!! 28 de novembro, das 10 às 12h Tema "Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep" Link da reunião:https://invitare.webex.com/invitare-pt/j.php?MTID=m241e2250811d01a116f798daa5b6423b Senha:focep2811

Read more

"Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep "

Notícias 21-11-2022 Lilian Russo

"Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep "

Esta será a última reunião do Focep de 2022! Data: 28 de novembro (segunda-feira)Horário: das 10 às 12h Iremos abordar o tema "Sistema CEP/Conep: perspectivas para o ano de 2023 na visão do Focep"

Read more

Está aberto o cadastro para voluntários da 1ª vacina contra Covid 100% brasileira

Notícias 17-11-2022 Lilian Russo

Está aberto o cadastro para voluntários da 1ª vacina contra Covid 100% brasileira

A UFMG e o CT-Vacinas (Centro de Tecnologia de Vacinas) abrem nesta quinta-feira (17/11) o cadastro para quem deseja contribuir, como voluntário, no desenvolvimento da primeira vacina 100% brasileira contra a Covid-19. A SpiN-Tec MCTI UFMG foi aprovada em todas as etapas prévias e chega à última grande fase: os testes em humanos.

Read more

Instituto recruta voluntários para teste de vacina contra chikungunya

Notícias 16-11-2022 Lilian Russo

Instituto recruta voluntários para teste de vacina contra chikungunya

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na capital paulista, esta recrutando voluntários adolescentes, de 12 a 17 anos de idade, para participar dos testes da primeira vacina contra a chikungunya. O imunizante já se provou seguro e eficiente em pesquisa realizada nos Estados Unidos com 4.115 adultos, e agora está em fase final de aprovaç&ati...

Read more

Dia Mundial da Gentileza: em sociedade dividida, especialista ressalta importância de atos gentis Destaque

gerntilewzaA sociedade brasileira vive um momento de divisão, evidenciado pelo resultado da eleição presidencial de 2022, a mais acirrada da história. Os ânimos inflamados e pontos de vista diferentes têm levado ao rompimento de relações, algumas antigas e até familiares, o que reflete o quadro polarizado do país.

Em meio a esse contexto, especialistas afirmam que atos gentis podem ajudar a amenizar uma sociedade rompida. No Dia Mundial da Gentileza, comemorado neste domingo (13), a psicóloga Karla Sindeaux falou ao g1 da importância dessas atitudes na pacificação da sociedade.

Cultivo da gentileza
Especialista em saúde mental e dependência química do Instituto Meraki, Karla Sindeaux diz que o ódio instaurado não deve se dissipar naturalmente com o tempo, porque a polarização no país é um reflexo do que acontece em todo o planeta.

De acordo com a especialista, a situação envolve mais do que posições políticas, ou seja, é calcada nas diferentes perspectivas sociais e culturais que as pessoas têm, o que gera "intolerância, raiva e ódio". Por isso, ela diz que são necessárias ações das próprias pessoas para quebrar o atual cenário. Para Karla, a gentileza precisa ser encarada como um hábito.

"A gente pode desenvolver e ter a gentileza. Exercitar a gentileza é ter empatia com o outro, se colocar no lugar do outro, entender o ponto de vista do outro e, a partir daí, reconhecer as diferenças e poder lidar com o diferente, sem a perspectiva da agressividade, da violência", afirma.

Para a psicóloga, um passo fundamental para que a gentileza se torne um hábito é o autoconhecimento.

"Quanto mais as pessoas se percebem, quanto mais elas conhecem de si, entendem essas opiniões e porquê têm essas opiniões, mais elas conseguem compreender seus comportamentos", conta.
Neste cenário, para a profissional, o treino de comunicação não violenta, que é a habilidade de conseguir ouvir o outro sem ser reativo, faz parte da caminhada para uma sociedade mais gentil.

"É muito natural do ser humano ter uma reação contrária com o que a gente não concorda. É instintivo, então o humano é naturalmente reativo. E aí, é importante o treino de habilidades, também o treino da comunicação não violenta, como uma forma de atuar de uma forma mais empática e gentil. Assim, a gente pode transformar de fato a nossa sociedade e buscar um maior equilíbrio, diminuindo as intolerâncias e caminhando para uma cultura de paz", explica.

Apesar disso, para Karla, o problema da sociedade rachada é complicado, e "problemas complexos exigem soluções complexas". Por isso, ela afirma que o cultivo da gentileza não é, por si só, suficiente para o equilíbrio social. Mas que é um exercício "importantíssimo" para atingir esse objetivo.

Dia da gentileza
A ideia de criar o Dia Mundial da Gentileza surgiu em uma conferência realizada em Tóquio, em 1996, pelo World Kindness Movement (Movimento Mundial da Gentileza, em tradução livre). O objetivo da organização é inspirar as pessoas a serem mais gentis, assim, criando um mundo melhor.

O grupo passou a reunir participantes de diferentes países, que propagavam a gentileza em suas nações, até a data ser oficializada, em 2000. A representante do Brasil no movimento é a Associação Brasileira da Qualidade de Vida, que passou a integrar a entidade em 2005.

Fonte: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2022/11/13/dia-mundial-da-gentileza-em-sociedade-dividida-especialista-ressalta-importancia-de-atos-gentis.ghtml

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.