Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Mais incertezas nos recursos da ciência

Notícias 27-06-2022 Lilian Russo

Mais incertezas nos recursos da ciência

O mês de junho trouxe mais incertezas para a comunidade científica brasileira, que não sabe se poderá contar com os recursos que haviam sido garantidos para este ano. No dia 30 de maio, o governo publicou um decreto alterando sua programação orçamentária e financeira, bloqueando o repasse de R$ 8,239 bilhões para v&a...

Read more

No Dia Nacional do Diabetes, entenda impactos da doença sobre a visão

Notícias 26-06-2022 Lilian Russo

No Dia Nacional do Diabetes, entenda impactos da doença sobre a visão

Este domingo (26) marca o Dia Nacional do Diabetes. A data, criada em parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS), serve para conscientizar os brasileiros sobre a doença, que afeta cerca de 15,7 milhões de pessoas no país, segundo dados da Federação Internacional de Diabetes (I...

Read more

Banco de Pendências elaborado pela CONEP

Notícias 24-06-2022 Lilian Russo

Banco de Pendências elaborado pela CONEP

O Banco de Pendências elaborado pela CONEP conta com informações sistematizadas e sugestões de construção de pendências sobre diversos temas éticos relacionados à análise de protocolos de pesquisa.Os textos que constam nesse manual são modelos de pendências que podem ser utilizados em sua integrali...

Read more

Instituto Atena busca voluntários para estudo clínico com cardiopatas

Notícias 23-06-2022 Lilian Russo

Instituto Atena busca voluntários para estudo clínico com cardiopatas

O Instituto Atena de Pesquisa Clínica iniciou nesta quarta-feira (22) um protocolo dirigido a pessoas com histórico de infarte e/ou que tenham sido submetidos a angioplastia. O medicamento em estudo é específico para doenças coronarianas, identificadas através de distúrbios em lipoproteínas.Com uma meta de 40 mil volunt&aa...

Read more

Pesquisadores da UFSCar testam programa de telerreabilitação para idosos com demência

Notícias 22-06-2022 Lilian Russo

Pesquisadores da UFSCar testam programa de telerreabilitação para idosos com demência

Testar um programa de telerreabilitação para idosos com demência e seus cuidadores – utilizando recursos tecnológicos de informação e comunicação para viabilizar intervenções a distância – é o objetivo de um projeto conduzido na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) por pe...

Read more

Portadores de lúpus podem participar de estudo clínico brasileiro para novo medicamento

estudo clinico medicamento lupus 960x540O lúpus é uma doença inflamatória autoimune (causada pelo próprio sistema imunológico), que pode se manifestar em vários órgãos de forma lenta ou agressiva. E por seu caráter sistêmico, ele tem potencial para comprometer órgãos vitais, como os rins, pulmão e coração, além da pele, articulações e sistema nervoso central.
E apesar de não ter cura, há 10 anos a medicina não dispõe de novos fármacos para o tratamento da doença. Mas agora, pacientes portadores de lúpus poderão participar de um estudo clínico, para um novo medicamento. O trabalho será conduzido pelo médico reumatologista Sebastião Cezar Radominski, professor de Reumatologia do curso de Medicina da Universidade Federal do

Paraná (UFPR) e diretor do Centro de Estudos em Terapias Inovadoras (CETI) – um dos mais importantes centros de pesquisa da área, com 24 anos de atuação.

Durante o mês de junho será feita uma pré-seleção de pacientes, em Curitiba. Aqueles que preencherem todos os critérios de inclusão – e nenhum de exclusão – serão chamados para iniciar o estudo no início de julho. O recrutamento vai até início de 2023.
“Trata-se de uma nova medicação via oral, com mecanismo de ação inovador e com o objetivo de impedir a progressão do lúpus para as suas formas mais graves”, explica Radominski. A medicação, de caráter alvo-específico, pode reduzir a dependência dos corticoides, geralmente prescritos em altas doses (com uma série de efeitos colaterais) para o controle do lúpus.

Resultados tendem a ser promissores
Justamente pela falta de opções mais modernas em medicamentos para o lúpus, os resultados desse estudo clínico tendem a ser promissores. De acordo com Radominski, essa pode ser uma nova opção de tratamento para pacientes não atendidos e/ou refratários aos tratamentos tradicionais disponíveis atualmente, para impedir a progressão da doença.

Devido aos excelentes resultados nos estudos anteriores, o Food and Drug Administration (FDA), nos Estados Unidos, autorizou esse novo estudo de fase II, multicêntrico e mundial, que poderá levar à aprovação do remédio em um período de 2 a 3 anos. Os objetivos principais do estudo, no momento, são avaliar a segurança e a eficácia do medicamento sob investigação em lúpus e determinar uma dose ideal.

No Brasil, o estudo será submetido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, e tem aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

Fonte: https://www.semprefamilia.com.br/saude/portadores-de-lupus-podem-participar-de-estudo-clinico-brasileiro-para-novo-medicamento/

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.