Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica

Notícias 17-02-2020 Lilian Russo

Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica

Participe do  Encontro anual e das demais atividades da Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica SBPPC! Há atividades gratuitas, descontos para grupos, descontos para quem vai participar de mais de uma atividade.(É necessário se inscrever para cada evento do qual você queira participar)

Read more

Novo exame aponta risco de engordar e desenvolver diabetes

Notícias 10-02-2020 Lilian Russo

Novo exame aponta risco de engordar e desenvolver diabetes

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram um software que permite identificar, com base na análise de moléculas do plasma sanguíneo, indivíduos com risco aumentado de ganhar peso e desenvolver doenças associadas à obesidade.

Read more

Dia Mundial do Câncer: os principais cânceres no Brasil

Notícias 04-02-2020 Lilian Russo

Dia Mundial do Câncer: os principais cânceres no Brasil

Hoje (04/02) é lembrado o Dia Mundial do Câncer, conforme o calendário da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com dados da organização internacional, a doença é a segunda principal causa de morte no mundo, sendo que em torno das 70% das mortes ocorrem em países de baixa e média renda, c...

Read more

Lançado edital sobre registro de medicamentos similares

Notícias 03-02-2020 Lilian Russo

Lançado edital sobre registro de medicamentos similares

A Anvisa publicou, na quinta-feira (30/1), o Edital de Chamamento 2/2020, destinado ao requerimento de informações sobre medicamentos similares com registro no país, mas que ainda não foram adequados às regras da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 134/2003. A resolução estabelece normas de adequaçã...

Read more

Abertura da “Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica”

Notícias 21-01-2020 Lilian Russo

Abertura da “Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica”

Abertura da “Semana Municipal de Informação e Divulgação da Pesquisa Clínica” Data: 16 de março de 2020 Local: Câmara Municipal de São Paulo - Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista Horário: 14h - 18h Para se inscrever clique em inscrições e preencha o formulário. Temas abordad...

Read more

HU terá pesquisa com células-tronco para tratamento de ombro Destaque

pesquisa celulas tronco 1024x683A definição de medicina regenerativa é ampla, mas, resumidamente, pode ser entendida como um processo de substituição ou regeneração de células, tecidos ou órgãos humanos, com a finalidade de restaurar as suas funções normais. No Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), a medicina regenerativa terá lugar em um estudo, cujo pesquisador responsável é o médico ortopedista Ronald Barreto.

“O Comitê de Ética do HU, que é vinculado ao comitê de ética nacional, autorizou a realização do procedimento previsto em nosso projeto. Elaborei o projeto, que tem participação dos alunos da graduação de medicina da UFS, e estou como pesquisador responsável, em parceria com o professor Reuthemann Madruga. Vamos agora começar a captar os pacientes”, relata Ronald.

O médico explica que todo projeto de pesquisa dessa natureza deve ter critérios de inclusão e de exclusão. “Precisamos de 25 pacientes com uma patologia bem específica. Vamos verificar se todos estão com exame que mostre o não rompimento completo do tendão, esse rompimento tem que ser parcial. A faixa etária deve ser entre 18 e 65 anos, ambos os sexos. O paciente não pode ter feito nenhum procedimento no ombro nos últimos 12 meses, como infiltração, medicamentos injetáveis, não pode ter feito cirurgia e nem pode ter problema hematológico, ou seja, no sangue”, pontua.
De acordo com o pesquisador, será disponibilizado, em data a ser divulgada, um dia de atendimento para fazer a triagem desses pacientes, que passarão por avaliação inicial, verificando se podem, ou não, participar da pesquisa.

“Após a seleção, caso seja incluído no estudo, o paciente vai ser submetido à avaliação clínica detalhada e receberá um cartão de identificação, mostrando que participa do projeto. Ele receberá a aplicação de células-tronco dele mesmo, um procedimento de baixo risco. Será então acompanhado e, após um ano, vamos verificar os resultados preliminares, procurando mostrar que é viável fazer, dentro do SUS, um procedimento inovador e que tem mostrado uma eficácia muito grande”, detalha o ortopedista.

Ronald Barreto destaca que a ideia principal é começar a mexer com células-tronco, com tratamento regenerativo. “É um tema interessante, inovador, que pode trazer soluções para o SUS [Sistema Único de Saúde], além de ser de baixo custo. Vamos entrar em uma nova fase da ortopedia, que já está estabelecida fora do país, na Europa, nos Estados Unidos: a medicina regenerativa, que traz uma nova abordagem da ortopedia no tratamento de artroses e problemas osteomoleculares e musculares”, ressalta.

O médico explica que a medicina regenerativa está baseada em utilizar a nossa biologia, as nossas próprias substâncias, para estimular o crescimento de tecido que normalmente não cresce. “Quando se tem um desgaste de uma artrose, por exemplo, uma artrose de joelho, que é quando se tem o desgaste da cartilagem. Alguns medicamentos tentam regenerar, como o colágeno, mas a eficiência desses medicamentos não está comprovada. Estão começando a surgir há algum tempo algumas alternativas, uma delas é o transplante de células-tronco. Você tira gordura do próprio organismo, como se fosse uma lipoaspiração, liquefaz, emulsifica e injeta nas articulações que precisam de tratamento”, esclarece.

Para ele, algumas das vantagens do tratamento estão na melhora do nível de dor, melhora da função do braço, em devolver o levantamento de braço, com custo baixo e com grande vantagem em relação, por exemplo, ao tratamento com corticoide, que pode ter efeitos colaterais no estômago, de glicemia ou engordar o paciente. “São resultados clínicos e funcionais sem os efeitos colaterais adventos da terapia tradicional, que é o corticoide”, completa.

A triagem dos pacientes envolvidos no estudo será realizada no próprio HU-UFS, com o apoio da equipe de ortopedistas, estudantes e pessoal administrativo. “Já foi mostrado em outros países que o tratamento é economicamente vantajoso, tem baixo custo, foi eficaz em outras populações, e trabalha o conceito de preservação das nossas estruturas, que é o princípio da medicina regenerativa”, observa o pesquisador.

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde outubro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Hospital Universitário e Rede Ebserh

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.