Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Pesquisa da Unicamp testa vírus da zika contra câncer de próstata e aponta redução de tumores

Notícias 14-11-2019 Lilian Russo

Pesquisa da Unicamp testa vírus da zika contra câncer de próstata e aponta redução de tumores

Uma pesquisa da Unicamp testou a utilização do vírus da zika para tratamento do câncer de próstata. Segundo os cientistas, o vírus aplicado foi o inativo e as células tumorais tiveram uma inibição de crescimento de até 50%. Agora, o próximo passo é continuar os estudos em camundongos e humanos.

Read more

Próxima reunião FOCEP - 9 de dezembro

Notícias 14-11-2019 Lilian Russo

Próxima reunião FOCEP - 9 de dezembro

A nossa próxima reunião será no dia 9 de dezembro , das 9:30 às 12h, na Câmara Municipal de São Paulo. Evento gratuito e não há necessidade de fazer inscrição. Esperamos por você!

Read more

Encontro CEUA SBPPC/USP

Notícias 07-11-2019 Lilian Russo

Encontro CEUA SBPPC/USP

Ontem, 6 de novembro, aconteceu no auditório da FMVZ/USP o "V Encontro de CEUAs SBPPC e também o IX Fórum da Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUAVet) da FMVZ-USP". Participaram da mesa de debates representantes do MAPA, Sindan, CRMV, CONCEA, USP e outras entidades representativas que expuseram temas importantes e relevantes para a pe...

Read more

Agradecimento - Reunião de 30 de outubro

Notícias 30-10-2019 Lilian Russo

Agradecimento - Reunião de 30 de outubro

Agradecemos a todos que estiveram presentes hoje em nossa reunião na Câmara Municipal de São Paulo e a todos que participaram também enviando seus comentários pelas redes sociais. Nosso próximo encontro será no dia 27 de novembro. Agradecemos ao vereador Paulo Frange que sempre abre um espaço para nós. Até dia 27 de novembro!

Read more

Reunião de 30 de outubro

Notícias 30-10-2019 Lilian Russo

Reunião de 30 de outubro

Nossa reunião do Focep de hoje, 30 de outubro, na Câmara Municipal de São Paulo, já está sendo transmitida. Todos podem participar enviando suas dúvidas pelas redes sociais do Focep ou para o e-mail: contato@focepbrasil.net.br Contamos com a presença da Dra Lidiane Zito Grund que fala sobre "Metodologia Científica" . http://www.saopaulo.sp.leg.br/transparencia/auditor...

Read more

Como descartar medicamentos? Posso doar remédios?

Sabe aquela cartela de comprimidos que está esquecida —possivelmente até vencida— dentro de uma gaveta na sua casa? Como se desfazer dela? Se a primeira coisa que vem à cabeça é “lixo”, cuidado. Jogar remédios em lixeiras comuns ou em pias e privadas não é certo. O correto é encontrar um local adequado de descarte, como farmácias que têm posto de coleta. Não são, porém, todas as farmácias ou unidades básicas de saúde que fazem a coleta.
Pelo site Programa Descarte Consciente é possível encontrar locais que cuidam da coleta e destinação adequada ao remédio. Pílulas e cápsulas 60% da população brasileira lê a bula do remédio, segundo pesquisa publicada na Revista Brasileira de Epidemiologia - Freepik Segundo Éverton Borges, membro do Conselho Federal de Farmácia, o descarte incorreto leva a danos ambientais, como contaminação de água, solo e animais, e gera risco de impacto em populações vulneráveis, como quem trabalha em lixões. “Temos um consumo exagerado e irracional de medicamentos. Hoje é muito fácil adquiri-los, então há remédios em excesso, sem indicação. Acabamos com muitos medicamentos sobrando em casa”, diz Borges. Segundo o especialista, a indústria poderia facilitar o fracionamento dos medicamentos, evitando, dessa forma, que pacientes adquirissem embalagens maiores do que o necessário. Ele diz, contudo, que há resistência do setor para que haja a mudança. Se não podemos jogar no lixo, então não tem problema doar um remédio ainda não vencido, certo? Não exatamente. Mesmo dentro da validade e sendo doado por pura caridade ou ajuda, a boa ação pode provocar problemas em quem consumir o remédio. Borges diz que medicamentos como pomadas e xaropes vencem pouco tempo após abertos. O modo como a droga é guardada também pode alterar sua ação e eficácia. Por isso, o melhor é não doar e não aceitar doações de remédios. Folha de São Paulo

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.