Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Vírus do HIV é eliminado do genoma de animais vivos em pesquisa nos EUA

Notícias 04-07-2019 Lilian Russo

Vírus do HIV é eliminado do genoma de animais vivos em pesquisa nos EUA

Cientistas das universidades de Temple e Nebraska, nos Estados Unidos, eliminaram pela primeira vez o vírus responsável pela Aids do genoma de animais vivos. A pesquisa que conseguiu realizar o experimento foi divulgada na terça-feira (2) em artigo na revista “Nature Communications”.

Read more

Cientistas descobrem composto químico letal para a bactéria da tuberculose

Notícias 03-07-2019 Lilian Russo

Cientistas descobrem composto químico letal para a bactéria da tuberculose

Um estudo do Instituto de Medicina Social e Preventiva na Universidade de Berna, na Suíça, mostra que a alta taxa de mortalidade em decorrência da tuberculose está ligada a falhas na realização de exames diagnósticos. Segundo os autores, casos da doença resistente a antibióticos não são detectáve...

Read more

'Há um grande esforço para fazer pesquisa clínica no Brasil

Notícias 18-06-2019 Lilian Russo

'Há um grande esforço para fazer pesquisa clínica no Brasil

Uma das áreas mais afetadas pelos anunciados cortes orçamentários do governo federal, a pesquisa científica abrange desde novas tecnologias para aumentar a segurança em barragens até o desenvolvimento de medicamentos para combater epidemias. Este último segmento, o de pesquisa clínica, é responsável pela desc...

Read more

Nova técnica de edição genética evita mutações involuntárias

Notícias 13-06-2019 Lilian Russo

Nova técnica de edição genética evita mutações involuntárias

Pesquisadores anunciaram ontem, quarta-feira, que encontraram uma nova técnica de edição genética que não "corta" o DNA, o que evita o aparecimento de mutações indesejadas no genoma, um problema dos métodos utilizados até agora.Esta nova tecnologia "funciona mais como um cola molecular que como tesouras moleculares"...

Read more

Agradecimento - Reunião de 10 de junho

Notícias 10-06-2019 Lilian Russo

Agradecimento - Reunião de 10 de junho

Agradecemos a todos que nos acompanharam na reunião de hoje do FOCEP e a todos que enviaram suas dúvidas. A próxima reunião será no dia 31 de julho - CURSO INTERCEPs - FOCEP Sala Luiz Tenorio de Lima – sala C

Read more

Instituto Pasteur inaugura Plataforma Científica na USP

uspA Plataforma Científica Pasteur-USP será inaugurada nesta quinta-feira (04/07) pelo Instituto Pasteur, fundação francesa de pesquisa em prevenção e tratamento de doenças infecciosas, no campus da Universidade de São Paulo (USP) na zona oeste da capital paulista.
Localizada no Centro de Pesquisa e Inovação Inova USP, em uma área de 1.700 metros quadrados, a plataforma será composta por 17 laboratórios. A plataforma terá laboratórios de pesquisa de nível de biossegurança 3 equiparáveis aos parâmetros internacionais,

onde serão estudados patógenos de alto risco. O investimento previsto é de cerca de R$ 40 milhões, sendo R$ 15 milhões em equipamentos.

A partir de uma parceria científica entre o Pasteur, a USP e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), assinada em junho de 2015, na plataforma serão desenvolvidas pesquisas voltadas para o estudo de agentes patogênicos emergentes, cujas infecções podem provocar danos no sistema nervoso central, como os vírus da zika, dengue, febre amarela e influenza, além de protozoários como os tripanosomas causadores da doença do sono. O principal objetivo será desenvolver métodos para prevenir epidemias dessas doenças.

“Nos últimos 80 anos, não houve uma iniciativa como essa na USP. Estamos trabalhando a internacionalização da pesquisa, do ensino e da inovação”, disse Luís Carlos Ferreira, diretor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP.

Ferreira coordenará a plataforma ao lado de Paola Minoprio, diretora de Pesquisa do Instituto Pasteur. Segundo ela, a escolha da USP para sediar a plataforma foi feita com base na relevância e no impacto global da instituição em termos de pesquisa científica.

“Além disso, as linhas de pesquisa do Pasteur são muito semelhantes às do ICB-USP e os dois institutos já desenvolvem projetos colaborativos”, disse Minoprio. Os institutos têm em comum pesquisas nas áreas de Imunologia, Biologia Celular, Microbiologia e Parasitologia.

Biossegurança

Dos 17 laboratórios da plataforma, quatro serão de biossegurança nível 3 (NB3) para estudo de microrganismos que representam alto risco individual e risco moderado para a comunidade. Ou seja, que transmitem e causam doenças potencialmente letais, mas que têm medidas de prevenção e tratamento conhecidas.

As instalações de 200 metros quadrados são compostas individualmente por três câmaras pressurizadas para garantir a contenção e têm acesso controlado. Os pesquisadores que atuarão na plataforma também passarão por um treinamento de procedimentos de segurança.

Oito pesquisadores já foram selecionados pelos parceiros para participar da plataforma. Entre eles estão Paolo Zanotto (ICB-USP), Edison Durigon (ICB-USP), Jean Pierre Peron (ICB-USP), Patrícia Beltrão Braga (ICB-USP), Eduardo Massad (Faculdade de Medicina da USP) e Helder Nakaya (Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP), todos com projetos de pesquisa apoiados pela FAPESP. Completam o grupo inicial Pedro Teixeira (Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz) e Minoprio, do Instituto Pasteur.

Todos manterão suas vinculações às unidades de origem e dedicarão parte de suas pesquisas à plataforma. A partir de 2020, serão selecionados anualmente mais três grupos de jovens pesquisadores para integrar a equipe. No total, espera-se que a plataforma tenha de 80 a 100 pesquisadores.

Agência Fapesp - Com informações da assessoria de imprensa do Instituto de Ciências Biomédicas da USP.
(foto: Marcos Santos / USP Imagens)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.