Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Crianças com microcefalia causada por zika têm desenvolvimento neurológico heterogêneo, revela estudo

Notícias 13-10-2021 Lilian Russo

Crianças com microcefalia causada por zika têm desenvolvimento neurológico heterogêneo, revela estudo

Pesquisa realizada em Salvador (BA) mostrou que crianças com microcefalia causada pelo vírus zika têm desenvolvimento neurológico heterogêneo ao chegar à faixa entre 2 e 3 anos de idade. Essa variedade de perfil pode ser detectada por meio de uma avaliação neurológica, permitindo, assim, uma abordagem personalizada do...

Read more

Anvisa otimiza importação de produtos derivados da Cannabis

Notícias 07-10-2021 Lilian Russo

Anvisa otimiza importação de produtos derivados da Cannabis

Uma resolução publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende otimizar o processo de avaliação da importação de produtos derivados da planta Cannabis para tratamentos de saúde. Segundo a agência, o objetivo da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 570/2021 é...

Read more

Novo teste rápido detecta o SARS-CoV-2 na saliva e também indica a carga viral

Notícias 06-10-2021 Lilian Russo

Novo teste rápido detecta o SARS-CoV-2 na saliva e também indica a carga viral

Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) patentearam um novo teste para detecção do SARS-CoV-2 na saliva. O dispositivo reúne precisão equivalente à do teste de RT-PCR, baixo custo e capacidade de analisar várias amostras ao mesmo tempo. Além de detectar a presença do vírus, o novo teste t...

Read more

Importação para pesquisa científica: aberta Consulta Pública

Notícias 04-10-2021 Lilian Russo

Importação para pesquisa científica: aberta Consulta Pública

Está aberto o prazo para que os interessados enviem contribuições à Consulta Pública (CP) 1.054/2021, que trata dos procedimentos para importação e exportação de bens e produtos destinados à pesquisa científica ou tecnológica e à pesquisa envolvendo seres humanos. A proposta é alte...

Read more

Próxima reunião do Focep

Notícias 28-09-2021 Lilian Russo

Próxima reunião do Focep

Agradecemos a todos que estiveram ontem conosco e aproveitamos para convidá-los para nossa próxima reunião que será no dia 25 de outubro (segunda-feira), no mesmo horário: das 10 às 12h. Em breve disponibilizaremos o link de acesso.

Read more

Rastreamento genético do "Plasmodium vivax" pode impulsionar vacina e tratamentos contra malária Destaque

malaria foto3 icbA malária vivax, causada pelo parasito Plasmodium vivax, é a variedade mais comum da doença fora da África, sendo responsável por 80% dos casos no Brasil. Para ela, ainda não existe vacina. Quase dois terços dos casos envolvendo a espécie se concentram em países do Sul da Ásia e parte da África Oriental, mas, apesar disso, ainda há pouca pesquisa sobre a genética do parasito

nessas regiões. Para preencher tal lacuna, um estudo analisou amostras recolhidas de viajantes infectados que retornaram ao Reino Unido vindos dessas áreas endêmicas. Os resultados permitiram rastrear a ancestralidade do parasito e identificar mutações associadas a uma resistência a medicamentos que vem sendo observada.
De acordo com o professor Cláudio Marinho, um dos coordenadores do estudo e chefe do Laboratório de Imunoparasitologia Experimental do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, entender como a diversificação aconteceu e reconhecer as diferentes variedades dessa espécie de protozoário é fundamental para o desenvolvimento de vacinas e para a adequação do tratamento levando em conta as resistências que têm surgido a essas drogas.

Dados da pesquisa encontraram, por exemplo, indícios de que o P. vivax pode estar prestes a desenvolver resistência à artemisinina, fármaco mais potente contra a doença (normalmente utilizado para tratamento de infecções por P. falciparum), o que implica a necessidade da tomada de providências para evitar que as alternativas de tratamento existentes hoje se tornem ineficazes.

Malária na gestação
A pesquisa foi realizada em parceria com a London School of Hygiene & Tropical Medicine (LSHTM), na Inglaterra. O laboratório de Marinho estuda já há dez anos os efeitos da malária vivax em grávidas no Acre, também uma região endêmica, e colaborou para a pesquisa com amostras de sangue de grávidas infectadas.

Jamille Dombrowski, pós-doutoranda no laboratório, participou diretamente dos ensaios em Londres durante seu estágio de pesquisa no exterior com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), no doutorado. Ela explica que o P. vivax é especialmente perigoso devido a sua capacidade de viver em estágios dormentes no fígado, que provocam reincidência da doença e cujo combate exige primaquina, um fármaco que não pode ser usado durante a gestação pelo risco de causar hemólise (destruição de células do sangue) no feto. Tais casos demandam um acompanhamento especial com prescrição de cloroquina semanalmente até o fim da gravidez.

Compreender a diversidade genética do parasito em gestantes também é de extrema importância e um dos objetivos da equipe. Este outro trabalho está em fase de conclusão e também é fruto da colaboração entre a LSHTM e o ICB. Jamille afirma estar otimista com os resultados. “O melhor entendimento sobre a genética do P. vivax nessa população de gestantes é mais uma ferramenta para que possamos combater a doença e, assim, criarmos melhores estratégias para reduzir o impacto tanto na mãe como no bebê.”

Mais informações: e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., com Jamille Dombrowski, ou e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., com Cláudio Marinho

Por Sebastião Moura
Arte: Lívia Magalhães/Jornal da USP

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.