Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Cinco de agosto é o Dia Nacional da Saúde

Notícias 05-08-2022 Lilian Russo

Cinco de agosto é o Dia Nacional da Saúde

Nesta sexta (05) é comemorado “O Dia Nacional da Saúde”, instituído pela Lei 5.352 de 1967 com o objetivo de despertar na população a consciência do valor da saúde. A data também celebra a memória do médico e sanitarista Oswaldo Cruz, nascido em 5 de agosto de 1872. Vários projetos com objet...

Read more

Esqueleto robótico promete baratear uso de tecnologia de reabilitação de ponta

Notícias 03-08-2022 Lilian Russo

Esqueleto robótico promete baratear uso de tecnologia de reabilitação de ponta

Em alguns animais do grupo dos artrópodes, como aranhas, escorpiões e caranguejos, a estrutura responsável por prover sustentação e proteção aos órgãos vitais se localiza não no interior do corpo – como é o caso do nosso esqueleto – mas sim fora dele. São os exoesqueletos. O conceito...

Read more

Sabará Hospital Infantil realiza primeira simulação de cirurgia do mundo no Metaverso

Notícias 02-08-2022 Lilian Russo

Sabará Hospital Infantil realiza primeira simulação de cirurgia do mundo no Metaverso

O Sabará Hospital Infantil acaba de realizar a primeira simulação de cirurgia no Metaverso no mundo. A neurocirurgiã pediátrica do Sabará Hospital Infantil e líder do projeto, Dra. Giselle Coelho, conduziu uma neurocirurgia de biópsia de um tumor cerebral por endoscopia com a mentoria do avatar criado para essa simula&cced...

Read more

Pesquisadores do ICB-USP têm resultados promissores contra o câncer de pâncreas

Notícias 02-08-2022 Lilian Russo

Pesquisadores do ICB-USP têm resultados promissores contra o câncer de pâncreas

* Agência FAPESP –Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) conseguiram impedir a evolução do câncer de pâncreas em três modelos celulares da doença. O resultado, publicado na revista "Investigational New Drugs" do grupo "Springer Nature", foi obtido com o uso d...

Read more

Consulta Pública - Polineuropatia Amiloidótica Familiar relacionada à Transtirretina (PAF-TTR)

Notícias 28-07-2022 Lilian Russo

Consulta Pública - Polineuropatia Amiloidótica Familiar relacionada à Transtirretina (PAF-TTR)

Está em andamento a consulta pública nº 49, publicada no Diário Oficial no dia 20 de julho de 2022, relativa à proposta de incorporação de Inotersena para o tratamento da polineuropatia amiloidótica familiar relacionada à transtirretina em pacientes adultos em estágio 2 ou pacientes não respondedores a t...

Read more

No Dia Nacional do Diabetes, entenda impactos da doença sobre a visão Destaque

diabetsEste domingo (26) marca o Dia Nacional do Diabetes. A data, criada em parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS), serve para conscientizar os brasileiros sobre a doença, que afeta cerca de 15,7 milhões de pessoas no país, segundo dados da Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), divulgados no ano passado.
O Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome do metabolismo, de origem múltipla, decorrente da falta de insulina ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente suas funções. A desordem atinge diversas funções do corpo mas, segundo especialistas, a visão é uma das mais afetadas.

De acordo com a oftalmologista Caroline Lima, a retinopatia diabética – lesão na retina causada pela doença – é uma das principais causas de cegueira na população mundial. Por isso, recomenda que os diabéticos façam um acompanhamento regular, para detectar o problema o mais cedo possível.

Sintomas e diagnóstico
A retina é uma estrutura que fica dentro do olho, composta por camadas neurossensoriais responsáveis por captar e interpretar os estímulos visuais. A especialista afirma que, por conta das alterações inflamatórias e vasculares causadas pela diabetes, ela é uma das partes do corpo mais afetadas.

''São desde pequenas atividades inflamatórias percebidas com exames de fundo de olho ou mapeamento de retina, até sangramentos e descolamento de retina'', explica a médica.

Caroline afirma que o principal sintoma do problema é a visão turva. "Algumas vezes, pode vir acompanhada de deformação de imagens. Principalmente visualização de linhas retas ficando tortas, quando há presença de edema macular (um tipo de inchaço em parte da retina)', explica.

No entanto, a oftalmologista destaca que, nas fases iniciais, o paciente com retinopatia diabética pode não apresentar nenhum sintoma visual. Segundo a médica, é mais provável que eles apareçam quando as lesões estiverem de moderadas a graves. Por isso, é importante o acompanhamento.

Tratamento
Caroline afirma que, em caso de retinopatia diabética, é necessário a realização de um estadiamento, ou seja, determinar e localizar a extensão da lesão. Os tratamentos podem ir desde observação da evolução problema, laser, aplicações de medicamentos e até cirurgias.

''Os diabéticos tipo 2, idealmente devem começar o rastreamento da retinopatia diabética logo que confirmam o diagnóstico da doença de base. Já que nem sempre descobrem que são diabéticos precocemente, esses pacientes podem apresentar lesões e não sabem'', diz.
Além disso, a médica relembra que pacientes diabéticos tem maior risco de desenvolver catarata e glaucoma, por conta das desordens metabólicas induzidas pela doença e dos fatores inflamatórios que ela gera nos vasos sanguíneos.

Tipos de diabetes
A diabetes é provocada por distúrbios na produção ou atuação da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas. A falta da substância provoca déficit na metabolização da glicose e, consequentemente, gera a doença, que se divide em tipos:

Tipo 1: causado pela destruição das células produtoras de insulina, em decorrência de alteração do sistema imunológico, em que os anticorpos atacam as células que produzem o hormônio. Ocorre em cerca de 5 a 10% dos diabéticos.
Tipo 2: resulta da resistência à insulina e de deficiência na sua secreção. Ocorre em cerca de 90% dos diabéticos.
Diabetes Gestacional: é a diminuição da tolerância à glicose, diagnosticada pela primeira vez na gestação, podendo ou não persistir após o parto.

Por Amanda Sales -sob supervisão de Maria Helena Martinho. Fonte:G1/DF

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.