Bem-vindos ao site do Focep!


 

Prev Next Page:

Estresse pode afetar vida profissional e pessoal; veja sintomas e como prevenir

Notícias 23-09-2022 Lilian Russo

Estresse pode afetar vida profissional e pessoal; veja sintomas e como prevenir

Dificuldade de comunicação, cansaço excessivo, desgaste mental, desestabilidade – os sintomas estão atrelados ao nível de estresse no trabalho, que pode afetar tanto a vida profissional, quanto pessoal da população. Nesta sexta-feira (23), Dia Nacional do Combate ao Estresse, o alerta para a condição é ...

Read more

Dia do Alzheimer: rede de apoio é fundamental para lidar com a doença

Notícias 21-09-2022 Lilian Russo

Dia do Alzheimer: rede de apoio é fundamental para lidar com a doença

Nesta quarta-feira (21) comemora-se o Dia Mundial da Conscientização da Doença de Alzheimer, que tem crescido no Brasil e no mundo com o envelhecimento da população. Ter uma rede de apoio é fundamental para enfrentar os desafios da doença.

Read more

Hormônio do exercício protege os rins contra danos do diabetes

Notícias 19-09-2022 Lilian Russo

Hormônio do exercício protege os rins contra danos do diabetes

Liberada pelo tecido muscular durante a prática de atividade física, a irisina é a mais recente esperança dos cientistas para proteger os rins de pessoas diabéticas dos danos causados pela progressão da doença. A substância, também conhecida como hormônio do exercício, é considerada pelos cientist...

Read more

Covid-19: portaria altera regras para entrada no país

Notícias 15-09-2022 Lilian Russo

Covid-19: portaria altera regras para entrada no país

Foi publicada na segunda-feira (12/9) a Portaria Interministerial 678/22, que altera as regras para entrada de viajantes no Brasil, devido a pandemia de Covid-19. As novas regras já estão em vigor e devem ser observadas por viajantes e operadores de transporte aéreo, aquaviário e terrestre.

Read more

Projeto garante acessibilidade em hospitais a pessoa com nanismo

Notícias 14-09-2022 Lilian Russo

Projeto garante acessibilidade em hospitais a pessoa com nanismo

O Projeto de Lei 2136/22 garante às pessoas com nanismo acesso adaptado às suas condições físicas em hospitais e postos de saúde. Pelo projeto, caberá ao governo federal regulamentar as regras de acessibilidade para esses casos. Hoje, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos já disponibiliza ...

Read more

Estudo no "The Lancet" não recomenda dose de reforço contra Covid-19

vacina 85 parque da uva dia 3 26Uma revisão de estudos publicada nesta segunda-feira (13) no jornal científico The Lancet, não recomenda doses de reforço das vacinas contra Covid-19 na fase atual da pandemia, dada a alta eficácia dos imunizantes na prevenção de casos graves da doença.
O estudo mostra também que, mesmo em populações com alta cobertura de vacinação, a minoria não vacinada ainda é a principal causa de transmissão do vírus Sars-CoV-2 e apresenta maior risco de casos graves de Covid-19.


“Mesmo que algum ganho possa ser obtido com o reforço, isso não superará os benefícios de fornecer proteção inicial aos não vacinados. Se as vacinas forem implantadas onde fariam mais bem,

elas poderiam acelerar o fim da pandemia, inibindo a evolução das variantes”, explica Ana-Maria Henao-Restrepo, pesquisadora que liderou o estudo, em comunicado.

A pesquisa reúne dados de ensaios clínicos e estudos observacionais, publicados em periódicos científicos ou ainda não revisados pares. Entre os autores, estão especialistas do mudo todo, incluindo da Organização Mundial de Sáude (OMS) e da agência reguladora Food and Drug Administration (FDA),a Anvisa dos Estados Unidos.

Embora as vacinas sejam menos eficazes contra casos assintomáticos, a revisão mostrou que elas apresentaram 95% de eficácia contra formas graves de Covid-19, considerando tanto a variante Delta (B.1.617.2) quanto a Alfa (B.1.1.7). Além disso, a efetividade geral, levando em conta qualquer tipo de infecção pelas duas cepas, foi de 80%. Já considerando a vacinação contra qualquer tipo de variante, a eficácia foi maior contra Covid-19 grave do que em infecções com sintomas mais leves.

“As vacinas disponíveis atualmente são seguras, eficazes e salvam vidas. Embora a ideia de reduzir ainda mais o número de casos de Covid-19 por meio do aumento da imunidade em pessoas vacinadas seja atraente, qualquer decisão de fazê-lo deve ser baseada em evidências e considerar os benefícios e riscos para os indivíduos e a sociedade”, salienta Soumya Swaminathan, cientista coautor do estudo.

Fonte: Revista Galileu - Foto: Prefeitura de Jundiaí

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.